7 Indicadores para melhorar a gestão da sua Drogaria

03/06/2020
Image

Sinais vitais da sua Drogaria

Já parou para pensar que em nossa vida medimos muitas coisas?

Conseguimos medir nossos batimentos cardíacos, nossa pressão, os passos diários, a velocidade do carro e todas essas medições nos trazem alguma mensagem. Se meus batimentos cardíacos estão fracos, isso é um sinal de que está precisando de atenção, ou até mesmo se a velocidade do carro está muito alta posso acabar infringindo o limite de velocidade indicado.

Na gestão empresarial, não é diferente.

Nós podemos gerenciar diversos indicadores e dessa forma entender o que aqueles dados estão dizendo, afinal, o que não é medido não é gerenciado. 


Hoje, vamos dar algumas dicas de indicadores que podem te ajudar na gestão de seu negócio. 

Gestão de venda por indicadores:

1- Venda líquida: 

Um dos fatores primordiais para saber como está indo o desempenho de sua loja é analisar a venda líquida. 

Buscar fazer análises comparativas por período é um bom dado de mensuração. Por exemplo, comparar mês atual com o mês anterior, bem como o mês atual com o mesmo mês do ano anterior e até mesmo todo o período do ano atual com o mesmo período no ano anterior.

A partir disso, interpretar as informações obtidas, entendendo o porque no mês X se teve um melhor ou pior desempenho, qual o fator interveniente: teve promoção? Era mês com data comemorativa? Houve entrada de concorrente? E então apontar o que pode ser mantido e o que pode ser ajustado.

2- CMV- Custo da mercadoria vendida: 

Um outro indicador importante no gerenciamento é o CMV, através dele é possível identificar se a loja está no padrão de mercado que é de  28% a 55% (sobre a venda bruta), ou se está acima. 

Um bom desempenho quanto ao CMV é resultado de diversos fatores, dentre os quais destacamos:

             - Maior participação da venda geral de Genéricos e Similares; 
             -Comprar bem junto aos fornecedores;
             -Descontos adequados, evitando ao máximo descontos para medicamentos de prescrição (Éticos) e perfumaria.

 

E com os dados na mão, é possível abrir e identificar em quais categorias  o CMV está acima, se for o caso, e buscar fazer uma ação frente a isso, como por exemplo fazer uma compra maior com um preço mais baixo.

3- Lucro bruto:

O Lucro Bruto ou Margem Bruta mede a rentabilidade do seu negócio do ponto de vista da diferença entre a venda bruta e o CMV. Ou seja é o lucro que deverá ser capaz de pagar todas as despesas da farmácia e remunerar os sócios.

De forma simples a fórmula para cálculo do Lucro Bruto da sua Drogaria é: Venda Bruta - Descontos Concedidos - CMV.

4- Percentual da venda por produto:

Você tem parado para analisar quais os produtos que estão te trazendo melhor retorno? É muito importante saber se a sua composição de mix de produtos está adequada. Comparando o percentual de ético, genérico e perfumaria e buscando compor eles dentro da drogaria da melhor maneira e que traga maior retorno. 

5- Cuponagem:

Cuponagem também é um indicador que pode ser utilizado. Através dele é possível identificar quantos cupons foram emitidos no período, e aqui mais uma vez podendo usar o fator comparação - mês atual com o mês anterior, ou o mesmo mês do ano anterior e até mesmo ano atual com o ano anterior.

6- Ticket médio:

No indicador do ticket médio, conseguimos obter informações de quanto está a venda por cliente. O padrão de mercado para farmácias independentes de perfil tradicional é de R$ 24,50. Qual é o Ticket Médio da sua Drogaria?

7- Desconto médio:             

Desconto são vilões ou mocinhos? Às vezes dar desconto ou promocionar, parece ser uma opção rápida para incremento de receita, mas nem sempre são.

Na hora de promocionar é muito importante analisar se o valor inserido de desconto no produto, está trazendo retorno ou apenas paga o custo. Esse desconto é para produto de combate? É um desconto para fidelização? Sempre importante analisar o propósito do desconto para que de fato ele ajude no resultado. 

Da mesma forma que podemos usar esses indicadores para as vendas, pode ser usado para análise de desempenho por colaborador.  Comparando os resultados da loja com o desempenho por colaborador. Por exemplo, menor número de clientes atendidos e como consequência menor faturamento. Ou, se quem está com maior venda, realmente está gerando melhores resultados.

Nesse aspecto, quando falamos de pessoas, é muito importante o papel da liderança, abraçando sua equipe, motivando, dando metas reais  e o principal, mostrar o quanto todos são importantes. 

No HOSFarma o relatório Vendas Geral pode ser um grande aliado seu para obter as informações tratadas nesse artigo.
 


Prefere ouvir o artigo, dê o play abaixo e aproveite.

Receba novidades, dicas de gestão farmacêutica e muito mais!

Posts recentes

Image
24/06/2020
Como se aproximar do seu cliente usando ferramentas online?
Leia Mais
Image
12/06/2020
Serviços Farmacêuticos - Um novo momento ou apenas uma tendência?
Leia Mais