Quais as possibilidades de carreira (e salários) para um farmacêutico?

09/03/2018
Image

A área da farmácia é muito ampla, isso porque, ela constitui um elo entre medicina e sociedade, por meio do atendimento direto aos pacientes, em farmácias e drogarias.

O profissional deve entender sobre a composição dos remédios, quais suas necessidades nos diferentes casos que são prescritos, identificação dos sintomas, aplicações injetáveis, noções de quantidade, enfim, tudo o que for relacionado a medicamentos e os demais produtos que são ofertados no estabelecimento.

Além disso, o farmacêutico está apto à atuação em 60 atividades diferentes, não ficando restrito apenas à supervisão de compra de remédios na bancada das farmácias. Contando com todas essas tarefas regulamentadas, o profissional pode trabalhar de forma bem versátil.

Quanto ganha um farmacêutico?

No Brasil, um farmacêutico recebe em média R$ 3.821, de acordo com o Site Nacional de Empregos (Sine). Mas os salários podem variar de R$ 1.800 a mais de R$ 7.000, dependendo do tempo de experiência do profissional.

O Sine realizou um levantamento de quanto as farmácias de diferentes portes pagam aos farmacêuticos no país. De modo geral, os salários mais altos são para profissionais com mais de oito anos de experiência no mercado.

Salário médio em farmácias de pequeno porte: de R$ 1.881 a R$ 4.593

Salário médio em farmácias  médio porte: de R$ 2.445 a R$ 5.971

Salário médio em farmácias  grande porte: de R$ 3.179 a R$ 7.762

Outras funções e cargos possuem salários diferenciados:

Diretor Farmacêutico: entre R$ 5.974 e R$ 15.145

Gerente de Farmácia: entre R$ 1.797 e R$ 11.554

Farmacologista: entre R$ 1.681 e R$ 6.936

Os estados do Sul e Sudeste estão enquadrados com a melhor remuneração na área farmacêutica, perdendo para Bahia e Pará.

É preciso formação para ser farmacêutico?

O curso de Farmácia prepara o aluno para trabalhar no ramo de fármacos, medicamentos, cosméticos, controle, produção e análise de alimentos, além de realizar análises clínicas e toxicológicas.

Para exercer a profissão, é necessário estar formado. O curso tem duração de cinco anos. Além do diploma o formando irá ter um registro profissional junto ao Conselho Regional de Farmácia (CRF).

Farmacêutico, profissional liberal

Os profissionais liberais trabalham na maioria das vezes por conta própria, montando seus estabelecimentos, mas nada impede que sejam empregados. São alguns exemplos de profissões liberais: advogados, administradores, engenheiros, farmacêuticos, agrônomo entre outros.

Em muitos casos por serem profissionais liberais, muitos se perguntam se o farmacêutico ganha insalubridade, e a resposta é sim. O SINDFAR atua junto aos sindicatos patronais para que o pagamento desse adicional na remuneração seja realizado.

Esses profissionais estão expostos a diversas patologias no contato direto com os pacientes, configurando exposição frequente aos fatores que geram as condições insalubres.

Poucas categorias têm, no tema insalubridade, tamanha importância e interesse quanto os profissionais Farmacêuticos, principalmente aqueles que trabalham em ambientes com alto risco de contaminação por agentes biológicos, seja na iniciativa privada ou na pública.

A importância do farmacêutico

Além de orientar o paciente sobre o uso correto dos medicamentos, os farmacêuticos, ainda podem verificar a pressão arterial, taxas de glicose e de gordura no sangue (colesterol).  Além de prestar aconselhamentos aos portadores de doenças, como diabetes, hipertensão arterial e outras.

Os farmacêuticos exercem um papel fundamental nas suas comunidades, participando de fóruns de educação sobre saúde e medicamentos, podem dar palestras em escolas sobre questões ligadas aos medicamentos, dirigindo programas de educação ao paciente e fornecendo informações sobre questões relacionadas à saúde e aos medicamentos para legisladores e outros líderes oficiais.

Farmacêutico Bromatologista

Exige dos profissionais conhecimentos aprofundados em gestão industrial e ferramentas da qualidade, de normas nacionais e internacionais de boas práticas de fabricação de alimentos e de técnicas de controle de qualidade, além de gestão de projetos e processos.

O profissional necessita ter uma boa capacidade de negociação, aptidão para tarefas administrativas e algumas habilidades como liderança e comunicação, são imprescindíveis.

Na indústria de alimentos ele trabalha principalmente no gerenciamento de boas práticas de fabricação, planeja e desenvolve estratégias que estejam de acordo com as exigências de Boas Práticas de Fabricação. Quem pretende atuar nesse campo, a pós-graduação na área industrial é imprescindível. A média salarial varia de R$ 1.800 a R$ 30.000.

Farmacêutico Geneticista

O farmacêutico geneticista se especializa em genética humana, com conhecimentos aprofundados e aptidão para atuação como pesquisador. A carreira de farmacêutico geneticista, apesar de exercida por poucos profissionais, possui amplo reconhecimento mundial e, no longo prazo, é uma das carreiras científicas mais promissoras na área.

No Brasil o campo de atuação desta carreira é bastante restrito, as melhores oportunidades estão nas universidades federais, onde o pré-requisito para atuação é possuir título de doutor e obter aprovação em concurso público específico.

Tem como função: desenvolver projetos de pesquisa na área de genética; coleta material e realiza análises no segmento de biologia molecular; estuda a variabilidade genética dos indivíduos com relação às drogas específicas, determinando o tipo de medicamento dependendo da sua etnia e outras variações genéticas; promove as boas práticas de controle de qualidade pré-analítica, analítica e pós-analítica; assume a responsabilidade técnica de laboratórios.

Esses profissionais geralmente trabalham em laboratórios de genética humana ou em centros de pesquisa genética. A média salarial varia entre R$ 3.000 a R$ 15.000.

Farmacêutico Gerente

A carreira atribui ao farmacêutico à responsabilidade de gerenciar os profissionais que executam atividades relacionadas aos serviços farmacêuticos oferecidos pelo varejo. Além de planejar e controlar todas as atividades técnicas realizadas na farmácia.

Por atuar em redes varejistas de medicamentos e em farmácias independentes, não há restrições para a atuação, vale ressaltar que as melhores oportunidades profissionais, em termos salariais, se encontram em cidades de grande e médio porte, apesar da competição acirrada.

A carreira exige do profissional conhecimento aprofundado em legislação sanitária nacional, aptidão para tarefas administrativas, competência para liderar, comunicar-se e gerir.

Esta carreira pode ser concebida como uma especialidade, voltada para o varejo, dentro da carreira principal, de Farmacêutico Gestor. O profissional que deseja trabalhar neste cargo deve buscar realizar Especializações em Vigilância Sanitária ou Gerenciamento de Farmácias e Drogarias são os mais indicados. A média salarial varia entre R$ 3.000 a R$ 15.000.

Farmacêutico Generalista

Atua em todos os níveis de atenção à saúde, capacitado ao exercício de atividades referentes aos fármacos e aos medicamentos, além de análises clínicas e toxicológicas e ao controle, produção e análise de alimentos.

De acordo com a Resolução CNE/CES 02 de 2002 o farmacêutico generalista pode assumir a responsabilidade técnicas de indústrias farmacêuticas.  O farmacêutico com a formação generalista tem o direito de exercer as atividades em análises clinica independente da realização de curso de especialização ou do título de farmacêutico bioquímico, de acordo com a Resolução 430/2005 do Conselho Federal de Farmácia. A média salarial varia entre R$ 3.000 a R$ 15.000.

Farmacêutico Clínico

A profissão de farmacêutico clínico vem sendo cada vez mais valorizada pelo mercado, principalmente após a aprovação da Lei Federal 13.021, de agosto de 2014, na qual garante a presença do farmacêutico nas farmácias e ainda conceitua o estabelecimento como sendo de saúde. O profissional presta serviços clínicos farmacêuticos, como por exemplo, o acompanhamento farmacoterapêutico, a conciliação terapêutica e a revisão da farmacoterapia.

O profissional necessita ter um perfil multidisciplinar, habilidade de comunicação, capacidade de tomar decisões e de interagir com os pacientes, além de possuir conhecimentos aprofundados em fisiologia humana, patologia, farmacologia e farmacoterapia. Suas principais funções são: assegurar que o medicamento seja administrado na dose, frequência e horário corretos; verificar se a prescrição médica está de acordo com aspectos técnicos e legais; promover intervenções terapêuticas, quando necessário; desenvolver métodos para promover a maior adesão do paciente ao tratamento.

Especializações em farmácia hospitalar ou farmácia clínica são obrigatórias para se destacar nessa carreira. A média salarial varia de R$ 1.800 a R$ 12.000.

Farmacêutico Hospitalar

Ser especialista em farmácia hospitalar exige que o profissional tenha um perfil multidisciplinar, unindo, muitas vezes, habilidades da carreira de farmacêutico gestor e farmacêutico clínico, com conhecimentos básicos de administração, habilidade para coordenação e liderança, além de conhecer as ferramentas de gestão da qualidade.

É necessário também possuir competência para implantação da farmácia clínica, bem como capacidade de atuar em programas de atenção farmacêutica.

Suas funções são: prestar serviço de atenção farmacêutica a pacientes internados e ambulatoriais atua na logística farmacêutica, tendo o medicamento como insumo mais importante, é responsável legal pelo fluxo dos medicamentos dentro da unidade hospitalar, participa efetivamente das comissões hospitalares.

Especialização em farmácia hospitalar ou assistência farmacêutica é obrigatória. A média salarial varia de R$ 1.800 a R$ 12.000.

Farmacêutico Homeopata

É o profissional com formação teórico-prática em homeopatia e farmácia homeopática, fornecidas pelo curso de Farmácia. Essa especialização exige dos profissionais conhecimentos aprofundados em farmacotécnica homeopática, gestão farmacêutica, prescrição farmacêutica e legislação sanitária do setor. 

Tem como funções: manipular e dispensar medicamentos homeopáticos, coordenar e gerenciar a recepção das farmácias de manipulação homeopáticas informa ao paciente quanto às devidas condições de conservação, guarda e descarte dos produtos homeopáticos e presta serviços de atenção farmacêutica. A média salaria varia entre R$ 1.200 a R$ 25.000.

Curiosidade

Muitas figuras conhecidas da história mundial e nacional exerceram também a profissão de farmacêutico, como Carlos Drummond de Andrade, Henri Nestlé, Alberto de Oliveira, fundador da Academia Brasileira de Letras, e John Pemberton, farmacêutico responsável pela criação da fórmula da Coca-Cola.

- A cobra enrolada na taça, símbolo dos farmacêuticos, resume bem a missão desse profissional: a serpente representa a sabedoria, o poder, a ciência e a transmissão do conhecimento transmitido com sabedoria. A taça representa a cura.

 

Receba novidades, dicas de gestão farmacêutica e muito mais!

Posts recentes

Image
18/04/2018
12 maneiras para reduzir custos na sua farmácia ou drogaria
Leia Mais
Image
05/04/2018
Ministério da Saúde diminui repasse em 22 produtos do Farmácia Popular
Leia Mais
Image
26/03/2018
10 fatores fundamentais para o treinamento da equipe de balcão na sua Drogaria
Leia Mais