Os problemas da automedicação

18/11/2021
Image

Dias corridos, vida intensa, período pandêmico, e busca por bem estar.
Muitas pessoas acabam buscando formas de tratar suas dores, sejam elas físicas ou emocionais, para alcançar uma vida leve e feliz.
Dentro dessa busca, muitos buscam formas alternativas de tratamento e muitas delas acabam se automedicando. 
E sobre isso que queremos falar hoje, sobre a automedicação e de que forma sua farmácia pode ajudar na prevenção dela com informações seguras.

 

O que é automedicação?

Automedicação é o ato de ingerir remédios sem orientação médica. Os remédios são consumidos sem uma consulta prévia, prescrição ou orientação de tratamento. 
Hoje no Brasil, cerca de 35% dos medicamentos comprados em farmácia são adquiridos por pessoas que se automedicam. 
Com a infinidade de informações disponíveis na internet, muitos pesquisam sintomas, e acabam fazendo seus próprios tratamentos e a partir daí muitos problemas podem surgir.

 

Problemas da automedicação: 

 
  • Dosagem errada: 

 Sem uma consulta prévia, muitas vezes a medicação e a dosagem podem estar erradas, tanto para mais quanto para menos, e assim não fazendo o efeito desejado ou até deixando a dependência dele. 

 
  • Intoxicação: 

As doses inadequadas de medicamentos, podem trazer como consequência impacto na saúde, ao pensar que está se resolvendo algo, na verdade pode estar causando outros problemas, como a própria intoxicação.

 
  • Interação medicamentosa:

Muitos ao se medicarem não possuem nem a ciência de que alguns remédios usados no mesmo período podem causar graves problemas.

Desde ineficácia do remédio ou potencializá-lo ,  e até falta de ar e problemas cardíacos.

 

  • Falsa cura:

Ao usar um medicamento para aliviar a dor, na verdade o remédio pode apenas estar camuflando algo maior, e ao invés de tratar apenas cria uma falsa cura.

 
  • Reação alérgica:

Ingerir medicamentos sem consulta prévia, pode causar reações alérgicas.

Muitas pessoas têm alergia à medicamentos sem ter ciência disso.

 
  • Resistência ao medicamento:

Outro fator, principalmente nos casos de antibióticos, que se usado de forma incorreta, e que quando for necessário usá-lo o mesmo não fará mais o efeito necessário, o corpo acabará gerando resistência em sua eficiência. 

 

Como sua farmácia pode ajudar?

Nós sempre comentamos aqui, que a farmácia é um veículo de informações seguras para os clientes. 
Deixe à disposição de seus clientes a conversa com seu farmacêutico, faça uma consulta em sua farmácia mesmo, buscando entender os sintomas e suas necessidades.
Oriente que procurem um médico, para ir mais a fundo nos sintomas.
Além de ajudar na prevenção de consumo errado de medicamento, você torna sua farmácia um ambiente seguro aos seus clientes.

 

Receba novidades, dicas de gestão farmacêutica e muito mais!

Posts recentes

Image
02/05/2022
Dia das Mães! Como potencializar a data em sua loja!
Leia Mais
Image
20/04/2022
Atualizando o Varejo Farma- Um novo olhar para sua farmácia!
Leia Mais
Image
13/04/2022
Saúde Infantil- Como cuidar da saúde dos pequenos com a retomada social?
Leia Mais